O primeiro passo para começar a investir é pensar no seu dinheiro de maneira estratégica. Na verdade, pensar no seu dinheiro de maneira estratégica para conquistar tudo que planeja na sua vida é uma mudança que precisa ser feita o quanto antes e que vai repercutir em todas as áreas da sua vida positivamente.

Quando não se planeja, você deixa o dinheiro comandar a sua vida e trabalha para ele. Então, tudo vai girar em torno dele, seus relacionamentos, sua família, seu trabalho… Por esse motivo, as dificuldades financeiras podem arruinar a sua vida.

Neste artigo, você receberá dicas simples, mas altamente eficazes para você começar a fazer um Planejamento Financeiro Pessoal e deixar de cair nas armadilhas ou temer o final de cada mês. Confira:

1 – Reconheça o problema:

O primeiro passo para tornar o planejamento um hábito é reconhecer como a falta dele afeta o seu dia a dia e prejudica os seus objetivos e metas de curto, médio e longo prazo.

Para ilustrar isso, basta perguntar a si mesmo quantas das viagens que você programou para o ano passado, você realmente conseguiu fazer…

Nós sabemos que é difícil reconhecer o problema, mas só assim é possível saná-lo..

Coloque no papel a quantidade de gastos não planejados que você teve durante o último mês, anote tudo que lembrar, seja um chocolate, um refrigerante na volta do trabalho ou uma roupa; calcule a porcentagem da sua renda que foi gasta e perceba como a falta de planejamento impacta na sua vida.

2 – Defina objetivos:

No artigo 5 Dicas para Poupar Dinheiro e manter sua vida financeira saudável, você aprendeu como fazer a sua pirâmide financeira e também aprendeu que objetivos nem sempre precisam ser casas ou carros (ou mesmo objetos materiais de valor elevado), mas sim que eles também podem ser aquele restaurante que você pretende ir no começo do mês, aquela viagem de fim de semana que você pretende fazer para o interior e etc…

Ou seja, tudo que não é despesa precisa ser planejado, precisa estar previsto para que você não encare o fim do mês como um “leão para ser morto”.

3 – Gaste menos do que você ganha:

É simples e nós já explicamos no artigo citado logo acima como começar a poupar para investir… Você precisa fazer uma tabela de controle de entradas e saídas e, em seguida, esboçar a sua “pirâmide das finanças”, dessa forma, você deixará claro para você mesmo o que é essencial e o que pode ser economizado e, dessa forma, revertido em investimentos.

É importante frisar, no entanto, que se algum dia você precisar de um empréstimo, por exemplo, ou abrir uma linha de financiamento para algo que você deseja, a sua vida financeira será um fator decisivo para sim ou não…

De forma que não adianta apenas manter o nome limpo ou as contas em dia, se for detectado que a sua renda está completamente tomada por suas dívidas e gastos, você provavelmente terá seu crédito negado.

4 – Aprenda a investir:

Já falamos sobre como começar a investir com pouco dinheiro e esse é o primeiro passo: sair do zero!

Isso não quer dizer que você precisa ficar nesse nível para o resto da vida. O que você precisa é adquirir conhecimento e aprender como investir o seu dinheiro da melhor forma, definir o seu perfil de investidor e ver o que é mais lucrativo para você de acordo com as suas metas e objetivos de médio e longo prazo…

Por esse motivo, disponibilizaremos cada vez mais conteúdo aqui no nosso blog sobre investimentos e educação financeira, tudo para ajudar você a alcançar a estabilidade nas finanças. Acompanhar nossos posts sobre o assunto já é um passo importante para o seu aprendizado!

Leia também: Como Milhares de Investidores estão faturando alto com a Mutual

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você! Acompanhe esse e outros conteúdos através das nossas redes sociais e se você pretende começar a investir só que com um valor mais alto e quer lucrar como um “banco do bem”, dê o primeiro passo… Baixe agora mesmo o aplicativo Mutual disponível para dispositivos Android e iOS e mude a sua história!

Posted by Leonardo Rebitte

Leonardo Rebitte é graduado pela FGV em Administração com qualificação profissional em Recursos Humanos pela mesma Instituição, membro do CRA-RJ (Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro) com 20 anos de experiência em Tecnologia, Seguros, Cobrança e Serviços Financeiros, implementando tecnologias, processos e gerenciando projetos para: Citibank, American Express, Volkswagen, Embratel, Portugal Telecom…

Em 2016 fundou a http://mutual.club, a primeira plataforma a permitir o empréstimo entre pessoas através de Instituição Financeira. Recebeu vários prêmios e participações: Bradesco – InovaBRA, Santander Fintech Venture Days e Ciab Fintech Day 2016 and 2017 pela Febraban.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *