Descubra como o sistema restrito às instituições financeiras pode afetar o seu bolso

Sendo ou não um investidor ou tomador, você com certeza já ouviu falar em taxa Selic, nem que seja na TV ou lendo algum jornal. Mas se você não sabe exatamente do que se trata esse número, fique tranquilo, você não está sozinho. Vem entender o que isto significa e como pode afetar a sua vida.

A Selic pode afetar o seu bolso

O que é a taxa Selic?


SELIC é a abreviação de Sistema Especial de Liquidação e Custódia, ou seja, é o sistema que margeia a compra e a venda dos títulos do Tesouro Nacional. Sendo assim, este número representa a taxa de juros da economia no Brasil para operações garantidas em títulos públicos federais.

Além dos impostos, o governo arrecada recursos através de empréstimos, logo, as instituições financeiras emprestam e captam dinheiro da forma mais segura possível (por incrível que pareça): emprestando ao governo, comprando um título público que renderá a taxa Selic, com o prazo de vencimento diário e captando entre os próprios bancos.

Quem define esta taxa?


Parece complexo mas não é. Vamos lá

O Banco Central convoca a reunião do COPOM (Comitê de Política Monetária) e na primeira etapa, os técnicos do BC montam um estudo sobre o nível de inflação, as importações e exportações do país, a taxa de câmbio, a atividade econômica atual e a taxa de juros externa, além de uma perspectiva embasada sobre o crescimento econômico. Na segunda etapa, os integrantes do comitê e o presidente do Banco Central se reúnem para debater a taxa meta mais justa, que será vigente por 45 dias.

  • Selic Meta x Selic Over
    Sabe quando você precisa comprar ou vender dólar e a cotação está em x reais, porém as casas de câmbio te cobram y? É como se o valor x fosse a meta e o y, over. A Selic Meta é apenas uma meta – como o próprio nome diz – para que os títulos públicos tenham uma margem para serem negociados. A Selic Over trata-se de uma taxa definida com base em uma média ponderada das transações diárias, margeada pela Selic Meta.

 

Tá, mas se este é um sistema exclusivo das instituições financeiras, como a taxa Selic me afetaria?

Como este número é desenvolvido com base em um estudo sobre toda a economia brasileira, a taxa acabou virando uma referência, servindo também de base para as instituições financeiras definirem os juros que serão cobrados dos clientes. O aumento ou a queda dessa taxa influencia diretamente nos juros do seu cartão de crédito, do seu empréstimo bancário ou do seu financiamento, por exemplo. Logo, é muito importante estar ligado a Selic e suas variações antes de qualquer transação financeira, tanto de investimento, quanto de captação ou até mesmo de parcelamento.

 

Entendeu agora tudo sobre Selic? Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como estes.

 

E se você ficou com alguma dúvida, pode deixar um comentário no Facebook, Instagram e Linkedin!

 

Texto de Natálie Iggnácio

Posted by Natasha Lins

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *