Diversificar os investimentos é bom, mas pode complicar se você não tiver um planejamento financeiro.

 

Lembram daquela máxima: “não se coloca todos os ovos na mesma cesta”? Pois, essa frase também se aplica na hora de fazer um investimento financeiro, e é uma das melhores dicas para minimizar riscos.

Nos últimos anos, a tecnologia tornou o investimento mais acessível e colocou no mercado dezenas de classe de ativos que estavam restritos aos grandes bancos. Segundo relatório da Fisher, de 2014 a 2018, o crescimento das Fintechs foi de 700% e cerca de 60 atuam no setor de investimentos. Elas atuam em: ações, fundos, renda fixa, P2P, crowdfunding, cripto ativos, entre outros.

Aí é um aplicativo para investir em cripto moeda, outro para Tesouro Selic, uma plataforma para alocar em ações e ainda tem aquele que investe em empréstimos P2P. Quando você percebe a memória do celular está cheia e fica abrindo vários apps ou o computador para ver o quanto cada um está rendendo. Ou seja confusão.

Sei que você é antenado, mas cuidado para não ficar experimentando toda e qualquer novidade, pois cada investimento tem objetivos, rendimentos e prazos diferentes. Importante é que eles estejam alinhados às suas metas e principalmente ao seu orçamento pessoal.

Por isso, é fundamental que antes que você comece a investir, ter planejamento financeiro é fundamental para que você tenha sucesso.

Passos para organizar suas finanças e não se perder nos investimentos
  1. Defina um orçamento: organize as suas contas e veja quanto você tem disponível para investir. Existem aplicativos, como o Guia Bolso e o Organizze que ajudam a controlar os seus gastos.
  2. Defina as suas metas de investimento: importante saber o quanto você quer ganhar e em quanto tempo. Faça metas curtas e longas e assim você pode ter um retorno mais rápido.

  3. Pesquise os melhores investimentos: o ideal é que você diversifique os tipos de investimento para diminuir o risco das perdas.

  4. Organize os seus investimentos: você pode fazer planilhas para acompanhar dos investimentos ou então ter um gerenciador de carteiras. No aplicativo da Gorila, por exemplo, você pode controlar pelo app diversos produtos diferentes e uma única interface mostra o valor atualizado do seu patrimônio e a rentabilidade histórica.

Se você quer ser mais rentável tenho foco nos seus objetivos e em ferramentas que os otimizem e não te confundam ainda mais.

Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você! Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como estes.

E se você ficou com alguma dúvida, pode deixar um comentário no FacebookInstagram e Linkedin!

Posted by Natasha Lins

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *