Está todo mundo falando sobre Cadastro Positivo, mas você sabe o que ele significa, na prática? Será que é bom ou ruim?

Montamos um texto para te ajudar a entender a importância dele na sua vida financeira.
Vem com a gente!

O que é?

Essa ideia não surgiu por aqui, ela já existe em outros países e o Brasil foi o último do G20 e dos BRICs a aprovar o cadastro positivo. Como exemplo, a falta dessa medida fazia com que o nosso potencial econômico fosse menor do que ele poderia ser.

No cadastro positivo, as empresas para as quais você pede crédito vão ter acesso a todo seu comportamento como pagador e o seu histórico de pontualidade. É uma forma de mostrar para bancos, lojas e empresas financeiras sua boa reputação.

Objetivo do Cadastro Positivo:

Com essa transparência, quem é bom pagador vai ser beneficiado: na prática, poderá ter acesso a crédito com juros menores, por exemplo. Mas nem todos os detalhes ainda estão definidos: o Banco Central ainda precisa emitir regulamentação e normas complementares para essa medida, que dependem da publicação de um decreto presidencial, que não tem data prevista para ser expedido.

O cadastro positivo existe desde 2011 e ficou ativo dois anos depois. Antes, a pessoa solicitava se queria participar, ou não. Desde o dia 09 de julho deste ano, o cadastro positivo tornou-se automático para todos os CPFs no Brasil.

Como ele funciona?

Os brasileiros terão as informações capturadas por birôs de créditos, que vão fornecer esses dados para instituições interessadas na análise do nosso CPF. Para quem não sabe, birôs de crédito são as empresas responsáveis por fazer essa análise dos pagadores. Os bancos e as empresas poderão incluir o nome de consumidores nessa lista de maneira automática, sem a necessidade de autorização prévia. Caso o consumidor não queira participar, ele pode pedir, a qualquer momento, a exclusão de seu nome do banco de dados.

Um exemplo: instituições como SPC, SERASA, Boa Vista e CODE terão acesso aos nossos dados e vão fornecer essas informações para bancos, fintechs, empresas de crédito, empresas de financiamento de automóveis, entre outros.

O cadastro positivo vai analisar as informações de pagamentos de contas em dia, como o uso do cheque especial, o pagamento de cartão de crédito e outros produtos que correm risco de crédito.

Como a gente já disse, um bom pagador terá vantagem no cadastro positivo em relação aos juros e, como consequência, o mau pagador terá uma taxa diferente. Hoje em dia, os dois recebem a mesma taxa.

Você precisa de mais quantos motivos para pedir logo seu empréstimo?

Se você tiver dúvidas, é só entrar em contato com a gente!

 

Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você!

Entendeu agora tudo sobre Cadastro Positivo? Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como estes.

Posted by Juliana Melo

Sou publicitária e tem mais de 10 de anos de experiência em relacionamento com o cliente. Formada pela FACHA, também é especializada em produção de conteúdo para Mídias Sociais, em diversas plataformas. Tem experiência em diversos mercados, como o de saúde e financeiro.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *