Ficar negativado gera diversas restrições às suas possibilidades de acesso a crédito financeiro. Saiba como reverter esse quadro.

Quase todo mundo conhece alguém que está endividado no Brasil de hoje. E quando você deixa quitar dívidas, por menor que ela seja, está correndo o risco de ter o seu nome negativado.

A inadimplência financeira acontece por muitos motivos, como a alta taxa de desemprego atual do país: sem trabalho e sem dinheiro, muitas pessoas não conseguem honrar seus compromissos, mesmo que queiram.

Outro fator que a gente pode citar é a dificuldade das pessoas, de maneira geral, em organizar suas finanças: a grande maioria vive no limite de gastos e sem uma reserva financeira para emergências. Inclusive temos um artigo em nosso blog sobre como começar seu planejamento financeiro.

O que significa inadimplência? 

O endividamento acontece quando o consumidor, mesmo querendo, não consegue pagar as suas contas. E os motivos podem ser muitos. Você sabia, por exemplo, que aquela compra parcelada no cartão de crédito também é considerada uma dívida?

Quando a pessoa não honra seus compromissos durante um período de tempo maior (dias, semanas ou até meses), o CPF dela pode ser incluído no cadastro de inadimplentes. É nesse momento que a sua dívida vira um problemão!

“Nome sujo” e “negativado” são alguns dos nomes populares para quem tem restrições de crédito.

Como a inadimplência pode influenciar sua vida financeira

Ter o “nome sujo” é a mesma coisa que ter uma barreira para compras a prazo, financiamentos de qualquer natureza, inclusive solicitação de cartão de crédito. Ou seja, você fica praticamente proibido de fazer qualquer uma dessas operações de crédito que a gente citou até que resolva as suas pendências de pagamento.

A gente sabe que muitas pessoas chegam a essa situação por um imprevisto, como casos de doença na família, por exemplo, que geram despesas inesperadas. Mas, para a maioria delas, faltam mesmo planejamento e educação financeira. Uma reportagem publicada pelo G1, que cita o Serasa Experian (uma ferramenta do Serasa, aquele órgão de proteção ao crédito), mostra que 40,3% da população adulta do Brasil está com dívidas atrasadas e negativadas.

Como se calcula o nível de inadimplência no Brasil?

Para calcular a taxa de inadimplência no Brasil, existem empresas especializadas nesse assunto, que são chamadas de bureaus de créditos. Mesmo sem ouvir falar nesse termo, a gente tem certeza que você conhece instituições como o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC), o Serasa, e o Boa Vista. Em novembro de 2019, uma nova empresa deve entrar para esse mercado, chamada QUOD.

Dicas para evitar cair na inadimplência

Montamos uma lista de dicas para te ajudar a evitar ter seu nome negativado. Dá uma olhada:

  • Reúna a família e faça um levantamento dos gastos;
  • A família deve sempre decidir em conjunto quais gastos cortar, quanto guardar e onde aplicar o dinheiro poupado;
  • Abandone o consumismo. Tenha no máximo um cartão de crédito e só o leve na bolsa quando tiver planejado uma compra realmente necessária;
  • Pesquise preços antes de comprar qualquer produto e corte os gastos desnecessários.
Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você!

Entendeu agora tudo sobre inadimplência? Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como estes.

Posted by Aline Laxe

Formada em Letras Português/Literatura com vasta experiência em relacionamento com cliente. Amo conversar com pessoas, não só no trabalho mas em todos os ambientes. Acredito que é trocando experiência que podemos nos tornar profissionais melhores. Minha formação em Letras foi fundamental em me transformar em quem sou hoje, tenho excelência em português, o que me facilita escrever scripts de atendimentos assertivos, Emails, conteúdo para blogs e mídias sociais.
Aqui na Mutual sou desafiada continuamente a prestar o melhor atendimento e solucionar problemas visando sempre uma experiência positiva para o usuário do nosso aplicativo.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *