Conheça a rede de apoio financeiro que conecta investidores e profissionais que precisam de ajuda financeira durante a crise econômica provocada pela Covid-19.

O mundo está passando por um momento difícil. Planeta afora, muitos líderes já classificaram a pandemia causada pelo novo coronavírus como o maior desafio da nossa geração. E o temor pela perda de empregos e renda só aumenta entre a população.

Entre os grupos mais ameaçados pela crise econômica estão os pequenos empreendedores e profissionais liberais que dependem exclusivamente de seus trabalhos para sobreviver. Já imaginou, além de ter que cuidar da saúde, se preocupar também em não deixar faltar comida, pagar as contas e sustentar a família? É realmente preocupante.

Pensando nisso, mobilizamos a equipe do nosso aplicativo de empréstimo entre pessoas para criar uma solução que ajudasse quem está vivendo essa situação. Foi assim que nasceu essa rede de apoio financeiro, conectando investidores que querem fazer a diferença e pequenos empreendedores que precisam de ajuda neste momento. Trata-se de um crédito solidário, cujo objetivo é emprestar dinheiro para quem não tem capacidade de gerar renda enquanto estamos em quarentena.

Como funciona o crédito solidário

A ação acontece por meio de um investimento social, feito por meio da nossa plataforma de crédito P2P, que permite o empréstimo entre pessoas de forma legal, simples e justa. Mais do que investir em crédito, a proposta é melhorar a situação financeira de milhares de pequenos empreendedores, sem precisar sair de casa. É muito simples participar:

  1. O pequeno empreendedor se cadastra no nosso aplicativo, conta um pouco sobre a história do seu negócio e publica o pedido de empréstimo.
  2. O investidor seleciona as solicitações específicas para a ação no marketplace e realiza investimentos solidários em cotas de R$ 100 por pessoa.
  3. Com o empréstimo efetivado, o pequeno empreendedor recebe R$ 1.000 de crédito em sua carteira.

Por se tratar de uma ação de crédito social, o pagamento da primeira parcela do empréstimo foi estendido para daqui a 3 meses, com juros social de 1% ao mês e parcelamentos em 9 vezes. Por sua vez, o investidor saberá quem está ajudando e fará mais que um investimento, ou seja, dará apoio financeiro a quem mais precisa de dinheiro nesse momento.

Mais do que nunca, acreditar em pessoas é dar crédito

Até essa loucura toda passar, o que fará a diferença é o quanto estamos dispostos a utilizar os recursos que temos para fazer a nossa parte. E isso é bom para quem investe de forma solidária e, dessa forma, ajuda a melhorar a situação financeira de outras pessoas. Esse é um momento essencial para o pequeno empreendedor para que ele não precise tomar medidas extremas como desistir do seu negócio ou se enrolar com vários empréstimos.

Que tal se unir com a gente nesta rede e ajudar milhares de pessoas que precisam de você? Saiba mais sobre a ação #InvistaNoPequeno e baixe o app. #InvistaNoPequeno

 

Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você! Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como este.

E se você ficou com alguma dúvida, pode deixar um comentário no FacebookInstagram e Linkedin!

Posted by Milena Almeida

Analista de Marketing na Mutual. Formada em Jornalismo, com especialização em gestão de projetos para mídias digitais e interativas, possui experiência no planejamento, execução e gestão de estratégias de Comunicação Integrada e Marketing Digital.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *