O cenário de pandemia trouxe mudanças para o sistema de crédito pessoal no Brasil e essa pode ser uma oportunidade para cuidar das finanças.

Quando usado no momento certo, com juros justos e parcelas que se adequam ao orçamento, o empréstimo pessoal pode representar aquela ajuda tão necessária para colocar a vida financeira nos trilhos. Apesar da relação conturbada que grande parte dos brasileiros tem com o sistema de crédito, essa tem sido uma das principais formas de garantir que o mês vai fechar no azul.

Com a pandemia, a procura por crédito se tornou uma questão de subsistência. Não é à toa que hoje cerca de 30% das pessoas que buscam ajuda financeira em nossa plataforma de empréstimo são pequenos empreendedores que procuram uma renda alternativa para manter suas portas abertas. Desses, mais de 25% são tomadores que não tiveram crédito aprovado junto aos seus bancos.

Assim, é preciso se adequar a uma nova realidade: sabendo que o crédito P2P vem justamente para resolver uma lacuna na vida financeira de quem não consegue subsídio nas instituições financeiras tradicionais, percebemos a necessidade de flexibilizar a análise de crédito realizada na nossa plataforma. Permitindo, dessa forma, que mais pessoas passassem por uma análise personalizada e uma negociação mais direta em casos de inadimplência – que ainda assim tem se apresentado bastante baixa.

Como fazer do empréstimo pessoal um aliado das finanças

Recentemente, nosso Diretor Executivo, Fabricio Sanfelice, bateu um papo com o pessoal do Educando Seu Bolso sobre essas mudanças que a pandemia trouxe para o sistema de crédito pessoal no Brasil. Ainda existem muitos mitos em torno das soluções de empréstimo no país e muito se deve ao histórico de taxas de juros abusivas e pouca orientação financeira à população. Por isso, vale ficar de olho em algumas dicas como:

  • É preciso saber quando pedir um empréstimo: quase todo mundo conhece alguém que está endividado hoje no Brasil e existe uma grande maioria que vive no limite de gastos e sem uma reserva de emergência. O empréstimo deve ser um aliado para resolver problemas financeiros e não um rolo ainda maior para quem já está afundado em dívidas. 
  • Por isso, é importante escolher o tipo de empréstimo mais indicado para a realidade financeira de cada um. É fundamental que o pagamento das parcelas esteja dentro do planejamento financeiro do mês e que, junto com outras prestações, não seja comprometida mais de 30% da renda pessoal.
  • Vale ficar de olho em novos modelos de empréstimo como o crédito entre pessoas. Trata-se de um tipo de investimento coletivo que é legal, menos burocrático, tem taxas de juros reduzidas e prazos de pagamento mais flexíveis para quem solicita crédito, possibilitando obter dinheiro de forma rápida e sem precisar sair de casa. 

A inadimplência financeira acontece por vários motivos e isso fica ainda mais evidente em momentos de incerteza econômica como o que estamos vivendo. Mas, ainda assim, organizando direitinho as finanças com a ajuda de um empréstimo que você pode pagar dá para colocar a vida financeira no eixo em meio à crise.

Vale conferir o podcast completo com mais dicas do Fabricio e dar uma olhada no guia sobre empréstimo pessoal que a equipe do Educando Seu Bolso preparou, com outras informações sobre como obter crédito de forma mais consciente.

E, precisando de uma ajudinha extra, estamos por aqui 🙂

 

Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você! Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como este.

E se você ficou com alguma dúvida, pode deixar um comentário no FacebookInstagram e Linkedin!

Posted by Milena Almeida

Analista de Marketing na Mutual. Formada em Jornalismo, com especialização em gestão de projetos para mídias digitais e interativas, possui experiência no planejamento, execução e gestão de estratégias de Comunicação Integrada e Marketing Digital.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *