Entenda como as aplicações em crédito solar te ajudam a gerar novos rendimentos com boa rentabilidade, liquidez mensal e baixo risco

Quem acompanha o mercado financeiro observou que um segmento que cresceu muito em 2020, a despeito de todo o conturbado cenário econômico nacional, foi o de energia solar – um crescimento de 64%, registrando 200% de expansão nos últimos três anos.

Quando isso acontece, acende o alerta para uma nova oportunidade de investimento em um mercado comprovadamente promissor. Mas, surgem também questionamentos como: investir em energia solar é a melhor opção para o meu perfil de investidor? E como comparar o retorno do investimento nessa modalidade a outros ativos financeiros?

Historicamente, o investimento em crédito solar tem se mostrado uma opção de baixo risco, por se tratar de uma troca de dívida que gera um benefício para o tomador do empréstimo. Isto é, ao invés de pagar um valor alto com energia, quem solicita um financiamento para a instalação de painéis solares consegue economizar até 95% na conta de luz, ganhando margem para pagar as parcelas do empréstimo e gerando um benefício de 25 a 30 anos, com payback de 4 a 5 anos.

Sem contar que, encontrar um investimento que renda um valor médio total entre 40% e 50% pode não ser tão difícil, mas poucas são as oportunidades que combinam boa rentabilidade com liquidez mensal e risco de investimento reduzido.

Por que considerar o investimento em energia solar na sua estratégia

Apesar de ter uma característica financeira que atrai de cara os perfis de investidores mais conservadores, existem alguns fatores que fazem do investimento em energia fotovoltaica interessante para qualquer investidor que queira ampliar seus rendimentos financiando energia solar. Os três principais são:

1- Recebimento com cupom
2- Risco oportunidade
3- Perfil de crédito

Entenda abaixo como cada um influencia a sua estratégia de investimento.

Recebimento com cupom

O retorno em longo prazo do investimento em energia solar tem uma vantagem: na Mutual, essa aplicação funciona como um título com cupom, isto é, o investidor recebe pagamentos mensais de acordo com as datas de vencimento do empréstimo.

Assim, a liquidez se dá ao longo do tempo, uma vez que você recebe parte do aporte principal mais os juros a cada mês e não somente ao final do pagamento, como acontece com uma aplicação em renda fixa comum. Isso dá ao investidor a oportunidade de ter parte do dinheiro do retorno do investimento logo em mãos, permitindo utilizá-lo para reinvestir em novas oportunidades.

Risco oportunidade

Com a maior possibilidade de liquidez, você mitiga, dessa forma, o chamado risco oportunidade, ou seja, quando existe uma opção melhor na qual você pode investir, mas não tem verba suficiente para realizar a aplicação, uma vez que já foi alocada em um investimento anterior. Esse é o fator-chave para se considerar ao optar pelo investimento em crédito solar.

Em uma rápida comparação com a renda fixa, pegando como exemplo o CDB, por essa ser uma opção pós-fixada, durante cinco anos, por exemplo, você receberá o IPCA + CDI do período e, se houver um aumento na taxa básica de juros, esse valor irá aumentar. Considerando esse cenário, qual seria a vantagem então de investir em modalidades pré-fixadas como o crédito solar?

A resposta é que ao investir em energia solar, o risco oportunidade é mitigado, pois mesmo que o aumento dos juros não impacte o retorno desse tipo de investimento, você já recebeu parte do valor antecipadamente, o que equilibra os seus recebimentos.

Por exemplo: em uma oportunidade de investimento em energia solar que ofereça 48% de retorno total em até cinco anos, metade desse rendimento virá em dois anos e meio. Ou seja, com parte do capital recebido, você já pode aplicar nesse período em uma nova oportunidade que tenha o rendimento afetado positivamente pelo aumento dos juros. E, assim, você consegue utilizar o retorno em energia solar para diversificar seus ativos.

Alguns investidores costumam se confundir e acham que os juros que incidem em crédito solar não compensam em longo prazo. Essa é uma forma de pensamento bastante imediatista e que se limita à expectativa de aumento dos juros. Entretanto, mesmo nesse cenário, vamos dizer que demore dois anos para esse aumento ocorrer mas, até lá, você já recebeu metade do seu pagamento em energia solar. O que faz toda a diferença!

Perfil de crédito

As pessoas que solicitam financiamento para a realização de projetos de energia solar para suas residências, estabelecimentos e negócios reúnem algumas características que acabam tornando o investimento uma opção de menor risco. São elas:

  • Maioria pertencentes à classe A e B
  • 85% são proprietários de imóvel
  • Apresentam média de renda mensal de R$ 7.452,36
  • 80% possui score de crédito B+ 700 pontos
  • 87% não tem histórico de inadimplência nos últimos 3 anos
  • A principal motivação do crédito é diminuir os custos com energia elétrica

Além disso, as operações de crédito solar oferecem garantia com a alienação fiduciária das placas solares adquiridas prevista na CCB (cédula de crédito bancário). Isto é, o registro das placas, inversores e demais equipamentos da instalação consta na CCB, com confirmação de alienação por contrato, obrigatoriedade de seguro por dano, roubo e furto das placas, além do endereço de instalação ser 100% validado.

Como combinar aplicações em energia solar com outros tipos de investimentos

Quem investe sabe da importância de variar as aplicações financeiras, como uma forma de proteger o patrimônio. E a opção de investir em energia solar entra como uma possibilidade de ampliar os seus ativos e manter sua carteira de investimentos saudável com uma opção de menor inadimplência e liquidez compatível a outras modalidades de investimento como crédito para empresas ou empréstimo para pessoa física.

Com uma carteira equilibrada, considerando diferentes possibilidades de investimento, sua estratégia de diversificação rende melhores resultados e você tem mais possibilidades de rendimento em longo prazo.

E aqui na Mutual, quem investe com a gente tem direito a uma consultoria personalizada e gratuita para decidir onde fazer a alocação automática dos investimentos. Ou seja, você faz aplicações mais ágeis e inteligentes, sem perder as melhores oportunidades de energia solar que entram no marketplace.

Acesse nosso aplicativo e conheça agora as oportunidades em energia solar disponíveis!

Este artigo foi útil para você?

Esperamos que esse artigo tenha sido útil e esclarecedor para você! Fique de olho no blog da Mutual para mais assuntos como este.

E se você ficou com alguma dúvida, pode deixar um comentário no FacebookInstagram e Linkedin!

Posted by Milena Almeida

Analista de Marketing na Mutual. Formada em Jornalismo, com especialização em gestão de projetos para mídias digitais e interativas, possui experiência no planejamento, execução e gestão de estratégias de Comunicação Integrada e Marketing Digital.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *